quinta-feira, 19 de maio de 2011

QUE MAU HUMOR QUE NADA! MEXA-SE!

Se alguém leu há pouco tempo alguma revista Disney com o título "EXTRA"´, já deve saber do que se trata minha postagem antes mesmo de revelar nestas linhas.
Gosto das revistas "EXTRA" porque elas não somem das bancas facilmente, muito pelo contrário, ficam lá até Deus sabe quando, esperando pelo próximo cliente..... sempre.
São baratas - custam apenas R$ 1,95 (Um real e noventa e cinco centavos) - e trazem republicações das melhores histórias do personagem focado.
 
QUE MAU HUMOR QUE NADA!
Roteiro e Desenhos: William Van Horn
Que mau humor que nada! Abre a revista Pato Donald Extra #5 que traz algo incomum - William Van Horn logo no início... para a felicidade de alguns e desespero de outros....rsrsrs... Donald vive momentos de tensão cumulativa e seu humor, que já não costuma ser tão bom nessas horas, vai só piorando.
Seus sobrinhos, mesmo com um certo medinho, não perdem a chance de gozar dele e, quando dizem que as cartas que ele escreve para Margarida são de fazer rir, ele decide ir conferir o fato pessoalmente com ela. Porém, durante o trajeto, um incidente faz com que ele aspire um gás de uso veterinário e que tem o poder de dar ânimo aos animais.
Donald começa a achar graça em tudo e essa euforia vai aumentando à medida que passa o tempo e novos acontecimentos surgem em razão de sua presença desastrosa e, ao mesmo tempo, escandalosamente alegre. Após muitas situações que deixam alguns habitantes de Patópolis em maus lençóis, vemos o pato novamente em sua casa, ainda rindo à toa. Vemos também Margarida informando aos sobrinhos que o efeito é passageiro e eles, bastante incomodados, só observando.
ODISSEIA PRIMAVERIL
Roteiro: Frank Jonker e Paul Hoogma
Desenhos: José Ramón Bernardo
Arte-final: Comic Up Studio
Essa é a história que vem a seguir e ela tem duas motivações que deixaram-me bem contente. A primeira, vemos logo de cara - a clássica disputa de Donald e Gastão em algo para ver quem é o melhor. Desta vez é uma disputa para dançar com a rainha do baile - que é a Margarida - e, para isso, vencerá quem trouxer um arranjo de flor mais lindo e interessante. Margarida incentiva Donald e ele ainda conta com os sobrinhos nessa empreitada que parecia algo tão simples até ele descobrir a respeito de um lírio raro que dá na escócia que é superinteressante para se presentear. Pronto! Lá vai a família pato viajar novamente em busca de um "tesouro" perdido.
Encontrar o lírio não era uma terafa fácil, pois era uma flor que não tinha lugar fixo para ser enontrada, mesmo na Escócia (terra que lembra-me Tio Patinhas). Gastão também encontra-se no local e constatar sua presença deixa Donald ainda mais preocupado e ansioso na sua missão. Tanto que, em determinado momento, o pato decide virar as costas à uma pequena ovelha que estava prestes a cair de um penhasco, porque queria a flor mais do que tudo naquele momento. Mas, vendo seus sobrinhos insistirem, por amor a eles, Donald rendeu-se à boa ação de resgatá-la. E, após esse feito, o que estava bem no lugar da cabra? A flor. Justamente a flor.
Esse foi o segundo motivo pelo qual me fez gostar dessa obra: ensinou o que deve ser feito quando vemos alguém em real perigo de vida ou prestes a machucar-se, não importa em qual circunstâncias estamos. E o melhor é que esse ensinamento foi passado de maneira inteligente, não mudando em nada o perfil de Donald, por exemplo, que praticamente ajudou a cabritinha na marra, de tanto que os sobrinhos lhe pediram. E ainda vimos que uma boa ação sempre resulta em uma recompensa. Muito bom.
Donald tem o lírio em mãos, mas o deixa cair e acaba perdendo-o.

Desolada, a família pato volta à Patópolis. No concurso, Gastão é quem apresenta a rara flor à Margarida, que é toda elogios, mas acabou torcendo o pé e teve que ser afastada - uma rainha substituta foi arrumada de imediato para Gastão, já que o que ele mais queria era isso: ganhar a disputa para dançar com a rainha. Donald, por sua vez, também encontrava-se satisfeito. Embora não tivesse pego a flor e nem ganho o concurso, ganhou a presença de Margarida, que é o que mais importava-lhe.
MEXA-SE!
Roteiro e Desenhos: William Van Horn
O Pato Donald resolve virar uma pessoa aberta ao modo de vida saudável e resolve fazer tudo direitinho. Na hora de exercitar-se é que começa a confusão. Uma simples caminhada pode ser perigosa demais para ele e sobra até para seus adoráveis sobrinhos que o acompanham porque sabem o tio se mete em perigo.
 E uma escalada, então? Jesus! De onde ele tirou essa ideia? E os patinhos vão seguindo, testemunhando o tio pegando ovos, levando bicadas de pássaros, perdendo o equilíbrio por causa do vento forte...Enfim... foi preciso escalar um ponto alto de Patópolis e cair de lá para que o pato finalmente se tocasse de que esse estilo vida esportivo não era para ele, para o alívio dos sobrinhos.
Essa, na minha opinião, foi a história mais fraca da revista, porém, não menos divertida por causa das trapalhadas de Donald.
É interessante a versatilidade do pato em diversas situações, em como ele consegue nos divertir, e também a interação dos patinhos para consigo de forma que chegamos a pensar que realmente a vida de Donald só é completa com a inclusão deles. É como se tio e sobrinhos fizessem parte de alguma coisa maior, sem a qual não existiria na falta de qualquer um deles.

Donald Extra #5 tem 36 páginas, custa R$ 1,95 e é facilmente encontrada nas melhores bancas ou sites de venda especializados no ramo. Abraços a todos.
Fabiano Caldeira.

Fonte: Texto de Fabiano Caldeira ( Resenhista e colaborador do blog Universo Disney)

14 comentários:

Paulo Gibi disse...

Oi Fabiano, também gostei de Pato Donald Extra, realmente é uma ótima diversão por um precinho bem legal. Aliás, amigo, você mencionou R$2,95 e na verdade é R$ 1,95. Tão barato que até passou desércebido na revisão do amigo Ludy... rsrs. Abs e vamos curtindo os nossos queridos gibis Disney. Paulo

Paulo Gibi disse...

...ops, quis dizer: "passou despercebido"...

Ludy disse...

Tem toda razão amigo Paulo, já estou corrigindo isso amigão, obrigado pela dica querido amigo.

FabianoCaldeira. disse...

Olá, bom dia! Só uma observação que foi um erro meu. Eu escrevi cabra no texto da segunda história, mas estava referindo-me a uma ovelha. Não precisa corrigir o texto, mas pensei que fosse melhor eu escrever aqui. Eu sempre confundo um bicho com outro na hora de narrá-lo. Não sei por que.

É isso o que dá deixar arquivado, esqueci que tinha que ser revisado. rsrsrs....

Muito obrigado por publicar na íntegra o texto. Pensei mesmo que o melhor, para mim, seria trazer um pouco da cara do Blog Socializando para cá e assim o fiz no modo como escrevi a postagem.

Um abração e também a todos os nossos amigos visitantes.

FabianoCaldeira.

FabianoCaldeira. disse...

Nossa! Realmente! Só agora, lendo o comentário do nosso estimado Paulo que percebi o preço.

Xiii...rsrsrs...

Um abraço a todos.
FabianoCaldeira.

Ludy disse...

Tudo corrigido amigos a ovelha (cabra) rsrrsr, não cai mais rsrsrs

Macgaren disse...

Comprei essa revista mais pra deixar a coleção completinha pq nem me atrevi a folheá-la (por razões óbvias e buzinadas)
Parabéns pelo texto.

Pablo Gabriel disse...

Só agora que fala de uma Extra.
Bem o texto e bonito.
Fabiano queria que você além de dizer o que acontece na história dizesse o qie foi mala e bom

FabianoCaldeira. disse...

Oi, Pablo Gabriel! Mas eu digo, eu sempre dou minha opinião nos meus textos. É raro eu escrever algo em um blog sem expressar o que penso a respeito, nem que sejam umas poucas palavras. Leia de novo, com um pouco mais de dedicação e calma, que você vai perceber.

Abraços. FabianoCaldeira.

FabianoCaldeira. disse...

Luis..rsrsrs... agradeço por ter corrigido o texto e também a cabra. Se não fosse tua dedicação, as postagens jamais se realizariam. Muito obrigado!
Pensando na cabra, nem vi necessidade de corrigir já que mencionei aqui... poderíamos fazer de conta de que era uma cabra travestida de ovelha. (xiii...) rsrsrs...

É, Mac! Conhecemos suas razões! Foi pensando nelas que escrevi "... e para a felicidade de alguns e desespero de outros..." rsrsrs... Fique bem e aproveite o dia.

Um abraço. FabianoCaldeira.

Luanna disse...

Obrigada Ludy, seu blog também está cada vez melhor, tomara que vc tenha cada vez mais sucesso!!!

Ludy disse...

Obrigado Luanna pro visitar o blog. Ele é feito para aqueles que adoram quadrinhos Disney.
O seu blog está cada vez melhor, com muitas informações pertinentes a Disney a seus personagens. Valeu até mais.

LEO disse...

eu adimiro essa iniciativa de publicarem gibis baratinhos pra q todos os leitores de todas as classes sociais possam ter acesso à pelo menos alguns gibis Disney....

mas particularmente (pro meu gosto pessoal) tenho deixado passar esses gibis por não gostar de gibis mto fininhos (e com grampo)!!!

nas mensais eu só deixo uma exceção pro zé carioca... pq pretendo ter o máximo de histórias do canini q eu puder!!!

mas no geral eu priorizo sempre os encadernados e especiais com lombada....

LEO disse...

só pra não dizer q não tenho nenhum dos fininhos.....

eu comprei: o PATO extra 1, pateta extra 1, pato férias 4 (pq tinha uma briga dele com o silva)... e zé carioca férias 3 (pelo canini)!!!

apesar de eu não costumar comprá-las... torço pra q essas revistas vendam bem, pra ajudar a atrair e formar novos leitores!!!

e tbm pq sou contra a política de ELITIZAÇÃO dos gibis... por parte de editoras (em especial a PANINI) q tem investido em gibis desnecessariamente caros!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails