quarta-feira, 6 de abril de 2011

Epic Mickey conheça um pouco mais do game

Olá amigos, navegando pela rede encontrei vários vídeos explicando a jogabilidade do game  Epic Mickey. Eu não "curto" games, mas trouxe essas 7 partes mais para relembrarmos a história que lemos a tão pouco tempo.
Não sei se está completo pois lá no YouTube está uma confusão de Epic Mickey com um montão de partes.  Achei esse passo a passo do jogo. Divirtam-se!!


Um comentário:

FabianoCaldeira. disse...

Boa tarde! Tudo bem? Assisti aos cinco primeiros vídeos do game e devo dizer que gostei muito de toda essa arte e desenvoltura da trama. O jogo não me parece difícil de se jogar desde que se aprenda os macetes, pois há vários comandos que se usam em certas horas e que depois não dá para usá-los porque não funcionam. Há certas partes em que Mickey acaba voltando a um mesmo lugar de outrora, mas acaba realizando tarefas diferentes. Nessas horas eu, na ansiedade de sair logo do local, acabo não fazendo nada disso e me perco no jogo, não me atendo a esses detalhes, pois me parece que são eles quem acabam permitindo que o rato vá adiante. Faz muito tempo que não jogo um bom game.
O primeiro vídeo já tenho e acho bem fiel ao que mostrou a revista. Já o segundo começa com o game em toda sua ação, parece que dentro de um relógio ou algo parecido porque há muitas engrenagens à toda a volta e eu gostei da maneira como Mickey pode construir ligações entre uma plataforma e outra para avançar.
No terceiro ele já entra pra valer na terra de Osvaldo onde acaba indo parar em um lugar de diversões e um mundo de cores e desenhos invade a tela de forma que eu ficaria completamente perdido ali, sem saber aonde correr e o que fazer. Vários comandos usados no segundo vídeo já não funcionam sempre neste terceiro e, depois, o quarto é a continuação deste lugar, mas em outra parte, menos colorida. O quinto foi o que achei mais difícil, pois o Mickey volta a andar por interiores e tem que desmanchar exaustores e pegar carona em tapetes voadores para atingir o lugar aonde precisa ir e nem sempre a onclusão era um sucesso. Várias vezes eu vi o jogador morrer por causa dessa dificuldade de não conseguir simplesmente atingir a meta através de comandos básicos que não davam o mesmo resultado, ora porque o jogador não soube calcular o tempo certo do Mickey saltar, ora porque os objetos simplesmente não proporcionavam tal facilidade de fato. Havia várias engrenagens que, tanto na quarta parte quanto na quinta, Mickey teve que exaustivamente fazer um bom controle entre pincel mágico e tinner para obter com precisão o movimento ideal de cada uma delas, pois, sustentavam plataformas necessárias ao avanço do rato.
João Bafo-de-Onça chega a aparecer rapidinho no final de um dos vídeos - não sei se foi no terceiro ou quarto - mas, depois, o personagem não volta (pelo menos, até o final de respectiva parte, não o vi mais).
O final do quinto vídeo termina com Mickey assistindo a exibição de um de seus clássicos, mas não dá para saber qual é porque a transmissão se encerra antes.
A abertura do segundo vídeo também mostra uma referência clara ao desenho Mickey e o Pé de Feijão.
Enfim... um game bastante curioso em que o jogador certamente deve estar consciente de que precisará de muito, mas muito tempo mesmo para avançar.
Um abração, cara! Legal você ter tido essa ideia de compartilhar o game conosco.
Até a próxima! FabianoCaldeira.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails