domingo, 23 de janeiro de 2011

Tesouros da Coleção: Livro "O Mundo de Disney" de Álvaro de Moya

Curtir um gibi Disney é sempre muito legal, mas não podemos deixar de ler bons livros também. E quando o livro trata do Mundo de Walt Disney? Melhor ainda... a leitura fica muito mais agradável pois o tema interessa e desperta a curiosidade. É o caso desse livro que guardo com carinho em minha coleção, e que de vez em quando volto a ler: O Mundo de Disney, do autor Álvaro de Moya.
Álvaro de Moya
Consultei a Wikipédia para saber mais do autor, vejamos um pouquinho sobre ele: "Álvaro de Moya (São Paulo-1930) é um jornalista, escritor, produtor, ilustrador e diretor de cinema e televisão. É considerado por alguns como o maior especialista em histórias em quadrinhos do Brasil. Professor aposentado da Universidade de São Paulo, foi um dos organizadores da Primeira Exposição Internacional de Histórias em Quadrinhos (junto com Jayme Cortez), entre outros, em 1951, na cidade de São Paulo. Além de ser a primeira exposição de quadrinhos da História do Brasil, foi de ineditismo também para o mundo."
O texto da Wikipédia continua "já fez charges e ilustrações com temáticas nacionalistas. Na Editora Abril, fez capas para as revistas O Pato Donald e Mickey." Bom, dito isso sobre o autor, vamos observar um pouco de sua obra literária , com a lista de alguns de seus livros: Shazam! (1970); História da História em Quadrinhos (1993), O Mundo de Walt Disney (1996); Histórias em Quadrinhos no Brasil (2003).
O Mundo de Disney de minha coleção, tem o formato 22 x 29 cm, 135 páginas em papel de primeira e capa dura. É um livro prático e encantador, e com muitas informações. Traz um resumo da biografia de Walt Disney e sua trajetória desde seu nascimento, infância, carreira, e... (bem vou transcrever um trechinho do livro para se ter uma ídéia) "Walt e Ub Iwerks abriram um estúdio de desenho de curta vida. Arrumaram um emprego firme na Kansas City Film Ad Co. Foi a introdução deles na animação, produzindo comerciais primários, filmando quadros fixos, para serem exibidos nos intervalos dos cinemas locais. A animação os fascinou..." Perceberam como a leitura é agradável? Pois é, e continua com a filmografia de Disney desde a época dos curtas e também os longas de animação.
Com relação aos quadrinhos, começando com as tiras de jornais em histórias simples e depois de forma continuada por meses, com a arte de Floyd Gottfredson e muitas gags desde então. Após o lançamento do primeiro gibi do Mickey em 1933, surgiram novos personagens como Dippy Dawg, depois chamado Goofy (Pateta), e por aí vai...
O livro também é repleto de imagens das personagens, fotos da época, tiras e páginas de quadrinhos, além da reprodução de algumas capas. Observem outra parte do livro: "A publicação regular das tiras de Disney no Brasil se deve ao famoso Suplemento Juvenil de Adolfo Aizen. No número 5 em 11/04/1934, aparecia a primeira Symphonia Colorida (apesar de publicada em preto e branco) intitulada: O Mundo Infantil. Já no número seguinte, 6ª edição do Suplemento, dia 18 do mesmo mês, se dava a primeira aparição de Mickey. Em 1950, a Editora Brasil América (continuação do editor Adolfo Aizen) do Rio e a Editorial Abril de Buenos Aires fizeram uma edição conjunta, Seleções Coloridas, impressa em cores na Argentina. Foi o nascimento de uma gigante no ramo editorial no Brasil: a Editora Abril de Victor Civita.
Victor Civita - Fundador da Editora Abril
 A Ebal já existia desde 1945 e ambas continuaram publicando Disney, a paulista com revistinhas e a carioca com livros. Victor Civita costumava parafrasear Walt Disney que sempre lembrava que tudo começara com um ratinho, dizendo que a Editora Abril começou com um pato. De fato, a primeira revista regular da editora era O Pato Donald. Depois veio a revista Mickey. Tudo em cores. Já no primeiro número a capa trazia o Pato e Zé Carioca, desenhada pelo argentino Destuet, que viera treinar os artistas brasileiros e trabalhar no estilo Disney. No Brasil já havia planos de lançar o papagaio com escritores e desenhistas locais. A revista própria do malandro dos morros não demorou e passou a ser também carro-chefe da editora."
É comovente e encorajador o brio desses homens empreendedores do passado: Walt Disney, Victor Civita e Adolfo Aizen
Adolfo Aizen - Fundador da Editora Ebal
Se nós, da atual geração tivéssemos esse mesmo espírito, levaríamos de forma gloriosa essa maravilhosa obra a patamares nunca antes alcançados, como eles dignamente fizeram. Movidos pelos mais nobres ideais de parceria e amizade, esses homens de negócios fizeram verter um “rio de esperanças” na mente de milhares de crianças brasileiras com a publicação de histórias incríveis. E essas mesmas histórias e outras que virão pelo nosso esforço e dedicação devem continuar a brilhar na imensidão do maravilhoso Universo Disney.
Recomendo a leitura desse livro para todos os fãs de quadrinhos Disney, pois a obra que tanto amamos é resultado do trabalho e dedicação de muitas pessoas, e não pode parar nunca mais. Abraços a todos

Fonte: Texto de Paulo Gibi (Livro: O Mundo de Disney - (1996) - Autor: Álvaro de Moya – Editora Geração Editorial e Wikipédia para consultas sobre o autor)

2 comentários:

FabianoCaldeira. disse...

OLá, boa tarde! Esse livro parece interessante.
Faz muito tempo que você tem ele? Como o adquiriu?
Um abração! FabianoCaldeira.

Paulo Gibi disse...

OI Fabiano, esse livro é de 1996 e eu comprei ele numa loja de usados. Achei bem novinho ainda, e já está comigo há quase dois anos. Sempre que viajo, procuro nessas lojas de usados para ver gibis e livros que tratem desse assunto. Gosto de livros de histórias infantis também. Obrigado pelo comentário. Boa semana. Abs. Paulo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails