segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A primeira aparição da Margarida no Universo Disney (1937)

Margarida, essa patinha cheia de manhas surgiu pela primeira vez no universo Disney no curta de 1937 estrelado pelo pato Donald chamado, Don Donald. 
É importante dizer que nessa primeira aparição de Margarida (Daisy Duck no original inglês) ela chamava-se Donna Duck. Margarida substitui (ou, segundo algumas fontes, representa uma forma posterior) de um interesse amoroso antigo ( já citado acima) chamada Donna Duck. Em um curta de 1951, Donna voltou como uma pata mexicana que funcionava como a rival pela afeição de Donald.
Margarida  foi criada como a contraparte feminina e namorada de Pato Donald, e apareceu com o nome Margarida (Daisy Duck) no cartoon Mr. Duck Steps Out de 1940 (em uma próxima postagem eu falo sobre esse curta). Margarida tem o temperamento explosivo do Donald, mas tem um controle enorme sobre este, e tende a ser mais sofisticada e chique e até esnobe que seu namorado.  
Mas voltemos ao curta de 1937.
Este curta chamado: Don Donald, foi lançado no dia 09 de janeiro de 1937.
Foi dirigido por Ben Sharpsteen e animado por Fred Spencer e Al Eugster.
Nesta animação Disney, Donald tenta cortejar a espanhola Donna Duck (Margarida na sua primeira aparição nas telas) para a pura diversão de um burro ciumento.
O humor de Donald está na sua frustração, repare que quando ele está feliz ele não é engraçado.
Sabemos que 1937 foi o ano da Branca de Neve um marco nos Estúdios Disney e por outro lado "Don Donald" também foi e continua sendo um marco, pois é a primeira versão oficial dos curtas do pato Donald e a primeira aparição da Margarida. Posteriormente o Pato Donald se tornaria um dos personagens mais populares do universo Disney e o Mickey faria o caminho inverso pelo menos nos curtas de animação. 
 Abaixo imagens deste curta e também o vídeo com a animação. Divirta-se e até a próxima.


Fonte: The Encyclopedia of Disney Animated Shorts, Wikipédia e YouTube 

9 comentários:

Paulo Gibi disse...

Oi Ludy, a Margarida tem altos e baixos. Gosto das histórias em que ela participa de algum evento beneficente, pois isso é muito bom. E histórias de piquenique também são legais. No Minnie Pocket Love nº 1 tem uma história muito legal dela com o Donald no restaurante, dançando e tal. O Donald tá o maior barato, lá... Abs. Paulo

Ludy disse...

Paulo tu já tens a edição Minnie Pocket love número 1?
Aqui em Santa Cruz tá tudo atrazado, não chegou nem a edição 24 de clássicos da Literatura Disney, o cara da banca disse que talvez seja algum problema na distribuidora. Vamos esperar mais um pouco espero que chegue pelo menos com as edições do mês de novembro.

Paulo Gibi disse...

Oi Ludy, já chegou por aqui a MPL Nº1, sim. Acabei de ler, e parece destinado diretamente as meninas mesmo. São histórias românticas e suaves. Quem tem filha entre seis e doze anos vai curtir msis, eu acho. Essa semana não chegou o CLD por aqui, não. Abs. Paulo

Solange disse...

Eh época boa,infancia,onde eu não via a hora de levantar da cama pra assistir os desenhos .....ai meu Deus estou ficando velha Ludy....isso é triste..
Claro que nem por isso deixo de gostar desses personagens que marcaram minha vida de pequenina.....(de tamanho continuo sendo..rs)...
Ludy,fique bem...bom feriado pra vc..bjss

FabianoCaldeira. disse...

Saudades da revista da Margarida. Não exatamente a revista em si, mas é que naquela época faziam-se histórias com um lado da Margarida que até então eu não conhecia... e gostei.
Tem um desenho pra TV, digamos mais atual, da Margarida em que ela que sai com Mickey e Minnie e eu achei um pesadelo...rsrsrs....
Aliás, pra quem é noveleiro, a personagem JAQUELINE da novela TI TI TI lembra muito a Margarida de seus tempos de revista própria.
Abraços. FAbianoCaldeira.

Ludy disse...

Oi amigos queridos. É sempre uma benção chegar aqui no blog e ver comentários de amigos queridos. A vida é cheia de surpresas nenhum de nós se conhece pessoalmente, nem sequer o timbre da voz de cada um conhecemos, mas mesmo assim temos tanto prazer em ler palavras de nossos amigos virtuais que nos enchem de alegria e prazer. Obrigado Paulão, Fabiano e a nossa querida Solange a Sol que agora também faz parte da família Disney, beijão pra você Sol. Ótimo feriado e eu desejo sempre, toda a felicidade pra todos.

Macgaren disse...

Devo dizer que nunca gostei da Margarida..sempre achei a personagem fútil..na verdade detesto personagens femininas que tem o que costumo chamar de "Símdrome de Olívia Palito" sabem? passa a história inteira dando em cima de um ou fazendo ciúmes , para no final voltarem e pedirem socorro pro babaca apaixonado que sempre estará lá..

Anônimo disse...

Alô, Ludy:
Vai aí o pitaco de um cara de quem tu conheces o timbre da voz. Concordo inteiramente com o Macgaren. Sempre achei a Margarida uma volúvel, que encorajava o flerte do Gastão, mas tinha crises de ciúmes do Donald, mesmo quando a coisa toda era fruto de sua imaginação. Nem o Mestre Barks parecia nutrir alguma simpatia por ela...
Cavaleiro da Lua

Ludy disse...

Cavaleiro da Lua eu também estou com vocês, eu sempre achei a Margarida o supra sumo da volúvel e quando o Don Rosa, a retratou como uma escritora infeliz em "O Pato que não existia", eu acredito que ele estava cometendo uma pequena vingança contra a personagem. Eu outras postagens aqui no blog eu já comentei sobre o que sinto pela personagem.
Abração amigo e obrigado pelo comentário.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails