quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Disney Especial #39 - Os Fantasmas - Parte 1

Amigos disneyanos, hoje vou apresentar a primeira parte de um post dividido em duas partes de um Disney Especial, (o número #39 - Os Fantasmas), que tenho na coleção e guardo com carinho, por ser sobre um tema que desde pequeno me atrai... fantasmas, casas assombradas, coisas que habitam um mundo misterioso que desconheço. Nas histórias Disney podemos ter tudo isso de uma forma leve e divertida. 
Encha os pulmões de ar e mergulhe comigo no mundo dos Fantasmas Disney... diversão garantida!!!
No final de agosto chega nas bancas, Disney Horror um especial com 300 páginas de quadrinhos inéditos no Brasil de produção italiana e dinamarquesa. Para entrar no clima eu preparei esse post de histórias antigas sobre fantasmas.
O Disney Especial surgiu no começo dos anos 70, eram edições temáticas, cada edição abordava um tema, e suas histórias se centravam nele. A primeira edição surgiu em 29 de junho de 1972 e tinha como tema OS BANDIDOS, vinha com 292 páginas, um luxo pra época, e 21 histórias envolvendo os vilões que adoramos odiar do universo Disney. Gente como o famigerado Mancha Negra, Irmãos Metralhas, João Bafo de Onça, e outros seres antropomórficos,  que eram  maus, como o Lobão por exemplo, que tinha por único objetivo e intuito "papar" os três porquinhos.
O Disney Especial sobreviveu a 180 edições e naufragou espertamente com o número  #180 Os Espertos de outubro de 1999 (essa temática já havia esgotado e cansado os leitores com suas repetições de histórias a exaustão.) Claro que depois começou o repeteco do repeteco com as rererereedições, um saco pro leitor que tinha que gastar grana com histórias velhas pra não parar a coleção.
Hoje eu apresento uma dessas edições. Disney Especial Os Fantasmas #39 de novembro de 1978, uma edição com capa cartonada bem legal, gosto muito dessa revista da minha pequena coleção Disney. Resolvi fazer uma postagem em duas partes pra não ficar chato pro leitor, postagens muito extensas cansam  o leitor e o autor rsrsrs!!!
A primeira parte do post vai até aproximadamente o meio da revista, lá na página 127 com a história envolvendo o Pato Donald - O Repórter do Futuro.
Bom chega de blá blá blá e vamos conhecer algumas histórias que fazem parte dessa edição de Disney Especial.
A primeira delas envolve a família pato, Tio Patinhas, Donald e sobrinhos. Veja imagem abaixo.
A Ferrovia da Cidade Fantasma, roteiro e desenhos do genial Carl Barks. Historinha criada por Barks em  1964, detalhes dessa aventura você pode ler lá no Inducks.
No Brasil esta aventura do Barks foi publicada pela primeira vez no Tio Patinhas # 8 de dezembro de 1965.
O Tio está às voltas com ações de uma estrada de ferro muito antiga, atente para essa página acima falando sobre nossas moedas antigas, os patos citam o falecido "cruzeiro" e também o mais morto ainda "réis".
Lá vão os patos pra mais uma aventura, Tio Patinhas quer vender suas ações da estrada de ferro Ourópolis-Vila Progresso. Mas ele perdeu suas ações em algum lugar naquela cidade  fantasma Para encontrá-las, ele volta para a pequena cidade onde encontra velhos amigos. Patinhas e os sobrinhos se mudam para o antigo hotel povoado por fantasmas e corvos ... e aí... tudo pode acontecer!
A segunda aventura desse Disney Especial leva a assinatura do fabuloso Paul Murry. Imagem abaixo.
Um Show do Outro Mundo, publicada pela primeira vez em outubro de 1971, confira detalhes lá no Inducks.
No Brasil Um show do outro mundo, foi publicada pela primeira vez em Mickey # 237 de julho de 1972.
Nossos conhecidos amigos de tantas e tantas histórias, Mickey, Pateta, Minnie e Clarabela, estão em viagem quando resolvem parar para visitar uma mansão cheia de atrações tenebrosas. Tudo pode acontecer quando a mansão do Barão De K-Veira é aberta a visitação.
Abaixo uma daquelas atrações que eu não curtia nos quadrinhos Disney. Nunca fui muito fã desses personagens, tipo Banzé, e o gato dos Aristogatas o Matinhos, que vai aparecer numa história mais a frente nesse post.
Mas tem gente que gosta e sabemos que isso é saudável, o respeito pelo gosto alheio é importante e sempre bem vindo.
Historinha do final dos anos 50 desenhada por Al Hubbard, As Sombras são o que são, detalhes lá no Inducks
Essa aventura do Banzé foi publicada pela primeira vez no Brasil em abril de 1958 na revista O Pato Donald # 335, por sinal tenho essa edição na minha pequena coleção.
Ao passarem em frente a uma casa supostamente assombrada,  o pai de Banzé, o Vira-Lata, avisa ao filho que assombrações e bruxas não existem e que tudo isso é apenas conversa fiada. Mas no decorrer da história Vira-Lata vai mudar de opinião, mesmo que seja pelas razões erradas.
Essa história aqui abaixo chamada O Motofantasma, a primeira vez que li foi numa edição de Almanaque Disney #13 do comecinho dos anos 70, mais precisamente lançada em junho de 1972. O interessante é que ela foi publicada pela primeira vez  em maio daquele ano. Note a rapidez que foi publicada no Brasil.
O Motofantasma tem os desenhos de Jack Manning, confira detalhes no Inducks.
Donald e os sobrinhos estão de férias e vão parar numa cidadezinha dos confins dos Estados Unidos,  um lugar chamado Riacho Seco. O prefeito da cidade está com um grande problema pra resolver, ninguém quer ficar com o emprego de três cargos num só, ou seja Xerife, chefe dos bombeiros e pegador de cães. E Donald acaba caindo como um "patinho" no convite do prefeito e agora ele está às voltas com um motoqueiro fantasma que assalta a pequena cidade e deixa todo mundo apavorado.
Aventuras envolvendo o Mickey e o Pateta na maioria das vezes são interessantes e prendem o leitor até o fim. 
Objetos andando pela casa? Essa historinha leva a marca de Jack Bradbury, desenhista americano falecido em 15 de maio de 2004.
Objetos andando pela casa? foi publicada pela primeira vez em julho de 1970, veja mais detalhes no Inducks
Objetos andando pela casa? foi publicada no Brasil pela primeira vez em julho de 1970, no Zé Carioca # 973.
Pateta está ilhado em casa devido a uma tempestade de neve e ele vai fazer o que sabe fazer melhor, nos divertir com sua inocência, e tentar não entrar em trapalhadas. Mas eis que os objetos de sua casa começam a aparecer revirado. A casa toda está uma bagunça. Mickey é chamado pra resolver esse mistério fantasmagórico!!!
Zé Carioca é o personagem boa vida dos quadrinhos Disney, o malandrão nato, dorme até o meio-dia e a sua missão na terra é fugir dos cobradores e procurar saber onde será a sua próxima refeição.
Aqui abaixo uma história que poderá mudar a vida do papagaio, pois parece que uma herança polpuda está chegando para ele.
Essa agitada história envolvendo o Zé, foi criada em 1970 por dois grandes talentos dos quadrinhos brasileiros, Ivan Saindenberg no roteiro e o  ótimo Canini (Renato Vinicius Canini) nos desenhos. Herdeiros Trapaceiros, veja mais detalhes no Inducks, foi publicado pela primeira vez e somente no Brasil, na revista Zé Carioca #1085 de agosto de 1972.
O Zé recebe a visita de um advogado que o convida a ir a o seu escritório pois uma fortuna de um bilhão está esperando por ele e pelos outros herdeiros de um falecido tio coronel. O testamento do coronel José do Engenho deve ser lido em sua residência numa ilha fluvial afastada de tudo e de todos e pra lá se dirigem no avião particular do falecido coronel, Zé Carioca e outros primos tais como, Zé Paulista, Zé Jandaia e Zé Pampeiro. 
Pronto o cenário está pronto pra muita diversão, mistério e um fantasma!!!
Abaixo o nosso conhecido pato Donald em mais uma das suas milhares de profissões, aqui um trabalhador da construção civil especializado em demolição.
Mágica Demolidora foi publicada no dia do meu aniversário,(14 de maio) de 1972, supõe-se que o autor seja Jack Manning (desenhista americano falecido em 1986), veja mais detalhes no Inducks.
No Brasil Mágica Demolidora foi publicada pela primeira vez em dezembro de 1972 na revista Tio Patinhas # 89.
Donald tem uma missão, ele vai coordenar uma turma de demolição a uma mansão antiga de Patópolis. Donald no meio da noite vai averiguar a situação do velho casarão e pretende dormir na casa velha pra deixar o seu patrão contente, pois quando a turma de demolição chegar bem cedo no outro dia ele já vai estar por lá. Mas parece que o pato não está só, pois dois bandidos usam a casa como esconderijo pra fugir da polícia e eles não estão nenhum pouco afim de abandonar aquele local, começa então uma operação de assustar o pato Donald, detalhe vai surgir um cão nessa historinha que é a cara do Scooby doo. Nessa aventura o Donald se dá bem, ele acaba demolindo a mansão. Quando o Donald se dá bem eu fico feliz, o patinho merece algumas vezes acabar na boa!!!
Abaixo uma aventura do Mickey e Pateta, assinada por Carl Fallberg com desenhos do grande Paul Murry.
Descobridores de Fantasma é uma aventura antiga publicada pela primeira vez em agosto de 1960 detalhes no Inducks. No Brasil Descobridores de Fantasmas foi publicada pela primeira vez no final de  maio de 1961 no Zé Carioca # 499.
Mickey e Pateta vão tirar férias num lugar a beira mar. Parece que vai ser sombra e água fresca pros nossos heróis de tantas aventuras... não mesmo, muita coisa pode acontecer quando ele ficam com o carro atolado no meio do caminho com a maré subindo em direção a eles e tem também um fantasma para infernizar a vida dos dois... que férias hein Mickey e Pateta?
O Fantasma da Fazenda tem a participação de Matinhos e a Turma do Beco, (no original inglês: O'Malley and The Alley Cats), um dos núcleos de personagens do filme de animação da Disney, Os Aristogatas, e que segundo a Wikipédia, foi o vigésimo filme de animação dos estúdios Disney e foi lançado nos cinemas dos EUA em 11 de Dezembro de 1970, sendo dirigido por Wolfgang Reitherman e foi a última produção aprovada pelo próprio Walt Disney, já que ele faleceu em 1966, e a primeira a ser realizada depois de sua morte.
O Fantasma da fazenda, tem os desenhos de Al Hubbard e foi publicada pela primeira vez em julho de 1972. Confira detalhes no Inducks.
No Brasil essa aventura envolvendo Matinhos e a Turma do Beco, foi publicada pela primeira vez em setembro de 1972 no Almanaque Disney # 16.
Matinhos e a turma estão dormindo quando no meio da noite são acordados por barulhos de latas de lixo no beco. Matinhos vai averiguar a situação e encontra os cães Napoleão e Lafaiete (conhecidos da galera que assistiu a Os Aristogatas), que estão segundo eles se escondendo do fantasma da fazenda. Como os cães fazem muito barulho no beco Matinhos resolve ajudá-los a voltarem para a fazenda e lá  Matinhos vai desvendar o mistério do fantasma que assusta tanto os nossos amigos caninos.
Abaixo uma historinha rápida de uma página só e por incrível que pareça a primeira que tem fantasmas de verdade, pois todas as outras, o que tivemos, foram espertalhões disfarçados tentando enganar os inocentes medrosos.
Fantástico é o título dessa... podemos dizer gag,  com o Mickey e o Pateta, detalhes no Inducks. A história está abaixo na integra.
O roteiro é de Bill Walsh (americano, falecido em 27 de janeiro de 1975) com desenhos do também já falecido Manuel Gonzales (espanhol, falecido em 31 de março de 1993).
Essa gag de uma página foi publicada pela primeira vez em novembro de 1955.
Publicada no Brasil pela primeira vez em 6 de março de 1956 na revista O Pato Donald # 226.
Casa bem-assombrada tem a família pato como protagonista. Tio Patinhas, Donald e Huguinho, Zezinho e Luisinho. Desenhos de Tony Strobl e publicada pela primeira vez em 1970, veja detalhes no Inducks.
Casa Bem-assombrada  foi publicada pela primeira vez no Brasil em 20 de janeiro de 1970 na revista O Pato Donald # 950. Tio Patinhas tem uma reunião de negócios e precisa viajar, mas esquece de pedir aos sobrinhos para tomarem conta de sua mansão. Mas mesmo assim os sobrinhos irão cuidar da casa. Patinhas retorna mais cedo dos seus negócios. E aí a confusão está armada, vai sobrar até pro policial que vai atender a um pedido de socorro do Donald.
A Noite dos fantasmas é uma dessas aventuras que tem tudo pra meter medo no leitor, tem casarão velho ao lado de cemitério, noite escura e tenebrosa. A atmosfera de terror está prontinha.
Essa historia mais um vez envolvendo o Mickey e o seu fiel escudeiro Pateta tem desenhos de Jack Bradbury e arte-final de Steve Steere. Publicada pela primeira vez em 16 de janeiro de 1972. No Brasil A Noite dos fantasmas foi publicada pela primeira vez em outubro de 1972 no Mickey # 240 (guardo com carinho essa edição na minha pequena coleção Disney).
Mickey quer escrever contos de mistério e aluga um velho casarão, para tentar achar a atmosfera de mistério que precisa para a sua inspiração. Pateta acompanha o Mickey e ficam no casarão. João Bafo de Onça também gostou da casa para fazer de esconderijo e vai ir lá pro porão. Existiu uma condição para o Mickey alugar a velha casa. Ele tem que alimentar um macaco e algumas aves. O distraído Pateta vai alimentar os animais e deixa a porta aberta e aí já viu né... no sótão temos macaco, corujas e outras aves e no porão Bafo de onça e um comparsa. Tudo pode acontecer!
Uma historia com o Lobão é sempre sinônimo de riso solto, porque o velho lobo sempre se dá mal e aqui não vai ser diferente.
Um fantasma em apuros, foi publicada pela primeira vez em 14 de março de 1971, tendo como desenhista Glenn Schmitz e arte-final de Steve Steere. Confira detalhes no Inducks
No Brasil, Um fantasma em apuros, foi publicada em fevereiro de 1972 na revista Tio Patinhas # 79. Lobão ao salvar Zé Grandão de uma enrascada acaba descobrindo que o ursão ingênuo fez uma aposta com os três porquinhos, sobre eles terem ou não coragem de passar a noite num casarão que dizem ser assombrado. Pronto é a deixa para o velho lobo mau preparar um cenário de horror para tentar jantar os porquinhos. Sabe que vai se dar mal né?
E para fecharmos a primeira parte desse post sobre o Disney Especial # 39 Os Fantasmas. E trago mais uma divertida história com o Pato Donald assumindo mais um profissão das centenas que ele já exerceu durante todos esses anos de aventuras disneyanas.
O Repórter do futuro é a segunda aventura desse post que realmente trás fantasma de verdade na sua trama. 
O roteiro é do italiano Osvaldo Pavese e desenhos de Giuseppe Perego. O Repórter do futuro foi publicada pela primeira vez em 23 de setembro de 1962, detalhes no Inducks.
No Brasil, O Repórter do futuro, foi publicada pela primeira vez no Almanaque Disney # 6, de setembro de 1971.
Donald lendo jornais e reportagens de grandes jornalistas "descobre" que ele também tem esse talento pra ser um grande jornalista, (já vimos essa situação dezenas de vezes com o nosso amigo emplumado). E saí a procura de um jornal que o aceite como "jornalista". Donald acaba se envolvendo com o fantasma de um jornalista medíocre e tudo acaba dando errado quando esse jornalista entrega para o Donald a edição do dia seguinte e todos os dias antes do fato acontecer o próprio Donald acaba fazendo tudo acontecer da maneira mais atrapalhada possível. Diversão garantida e uma dose de sobrenatural.
Amigos Disneyanos por hoje era isso, em breve trarei a segunda parte sobre o Disney Especial # 39 Os Fantasmas.
Abaixo mais algumas dicas de leitura com temas similares. Apresento essas, pois tenho na coleção e portanto já li.
Histórias de Terror # 177 confira no Inducks
Seleção Disney # 8 Confira no Inducks
Pateta # 23 confira no Inducks
Fonte: Disney Especial # 39 Os Fantasmas (coleção particular do autor do blog Universo Disney) e Inducks

8 comentários:

LEO disse...

Bons tempos...

já tive essa ed. dos "Fantasmas" (com essa mesma capa) na época!!!

era umas das minhas preferidas do "DE"!!!

essa nova do "Horror" eu vou deixar passar (resolvi adotar definitivamente o critério de só comprar material clássico da Disney).... mas é bom relembrar essa especial dos "Fantasmas" (só material de 1º)!!

Valeu!!

Ludy disse...

Leo obrigado pelo comentário, vou trazer a parte dois em breve, com mais histórias muito legais. Muitas delas clássicas e personagens que já não aparecem mais hoje em dia.
Eu vou comprar essa edição Disney Horror, por ser colecionador e você sabe colecionador também compra lixo rsrsrsrsrsrrs, mas acredito que esse material vá ser bem legal, vou ler e depois trazer a minha opinião aqui pro blog.
Abração amigo até outra hora.

daniel disse...

Essa postagem me lembrou da revista...já tinha esquecido.Como tinha edições especiais e de qualidade no passado.

Ludy disse...

Oi Daniel, já estou preparando a parte 2 desse post sobre o Disney Especial #39. As histórias clássicas sempre terão um lugar cativo nos nossos corações! Um abração!

Davidson Lima disse...

Eu tenho a honra de possuir essa edição. E a comprei pela bagatela de R$ 10,00 em um sebo. Quanto será que vale hoje? Mas o que importa mesmo é o valor emocional que esta tem para mim. Nossa, estou surpreso com o estado de conservação da sua revista! Como pode? Me dê dicas rs

Fantasmas é o DE mais antigo que possuo, diga-se de passagem.

Ludy disse...

Ola Davidson, tudo legal??
Que legal que você tem essa edição eu acho esse Disney Especial muito bom. Essas revistas hoje em dia devem custar uns cinquenta reais dependendo do estado de conservação, mas pra mim o valor é inestimável, pelo prazer que ela me proporciona quando a releio. Eu conservo minhas revistas longe do sol pra não desbotar as cores e também eu guardo dentro de plásticos pra proteger do pó. São só esses cuidados que tomo.

Uma dica pra você em 2014 vai ser relançada uma das melhores obras Disney de todos os tempos, Chama-se O MELHOR DA DISNEY - AS OBRAS COMPLETAS DE CARL BARKS, uma coleção de luxo acho que vai ter 41 volumes, eu já tenho a primeira coleção de 41 volumes que é algo que todo o fã de quadrinhos Disney deve possuir. Carl Barks, não sei se você sabe, foi o criador de muitos personagens Disney que lemos nos quadrinhos até hoje. Ele criou o Tio Patinhas, Gastão, Os irmãos Metralha, a Maga Patalógika, e muitos outros e até a cidade dos patos Patópolis foi criada por ele. O cara foi um artista genial que faleceu no começo dos anos 2000.
Fique ligado nessa dica e se puder adquira os volumes, você jamais irá se arrepender, tenho certeza absoluta disso. Um abração!!!

Anônimo disse...

Estas revistas antigas do DE, vc tem pra download tmb?

Anônimo disse...

Um blog que só serve como referencial de 'curiosidades' sobre as histórias das HQ's da Disney, sem ter a opção de download das mesmas, eu pergunto... pra quê serve? Pra nada ou quase nada. Desculpe a franqueza...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails