sábado, 4 de maio de 2013

Invasão em Patópolis #3 - MANGÁ- Como o Japão Reinventou os Quadrinhos

Dia dez de maio chega nas bancas o volume #1 (de quatro), do Mangá Kingdom Hearts umA super edição que a Editora Abril está lançando. E eu como não entendo nada de Mangás, resolvi ler o livro do Paul Gravett chamado: MANGÁ - Como o Japão Reinventou os Quadrinhos. Abaixo um texto explicativo muito interessante sobre esse livro. Confira também imagens da minha edição!!! 
 Como entender o porquê do mangá ter se tornado esse fenômeno em todo o mundo? O autor do livro “Mangá: como o Japão reinventou os quadrinhos”, Paul Gravett, que tem na capa o personagem do Deus do Mangá, Astro Boy, tenta explicar o boom no mercado mundial através de pesquisas e dados comprovando que esse estilo de arte sequencial é uma verdadeira explosão de emoções e vendas, levando adeptos por onde passa.
O livro inicia com uma análise histórica do Japão, desde o terrível bombardeio de Hiroshima e Nagasaki durante a segunda guerra até depois da invasão norte americana em terras onde nenhum gaijin (estrangeiro) jamais pisou. Com a invasão da cultura americana, vieram os quadrinhos coloridos e cheios de super-heróis. A influência dos comics e a cultura japonesa mesclaram-se virando um novo estilo de quadrinhos: o mangá.
Gravett aborda o pioneirismo de Osamu Tezuka em seus roteiros cinematográficos, que foi a solução que Tezuka encontrou para resolver seus quadros que ele imaginava como um filme de cinema. Tezuka até hoje é idolatrado por ter sido o principal responsável pelo desenvolvimento do estilo com suas fortes características na narrativa.
Também encontramos no livro uma definição mais concreta dos principais estilos de mangás baseados no seu público-alvo. No decorrer da leitura, passamos a entender a importância do consumo de quadrinhos desde a infância e o amadurecimento do público junto com as histórias. Com isso, temos um dos consumidores mais leais do mercado de quadrinhos.
Por fim, Gravett faz uma análise resumida da expansão do mangá pelo mundo e sua influencia em outras culturas.
É um livro para ler e deixar na estante mais próxima, podendo utilizá-lo como objeto de estudo para entender o mundo da arte sequencial de maneira mais especifica, voltada para o estilo mangá.
Mangá: Como o Japão reinventou os Quadrinhos (Loki)
Autor: Paul Gravett
Editora: Conrad
Abaixo mais algumas páginas desse genial livro sobre Mangás!!!









 Fonte: Dínamo (Amanda Paiva, especial para a série LEITURA RECOMENDADA). Imagens Universo Disney do livro MANGÁ - Como o Japão Reinventou os Quadrinhos.
O QUE É O MANGA?
Mangás são histórias em quadrinhos japonesas, ao contrário das histórias em quadrinhos convencionais, sua leitura é feita de trás para frente. Teve origem através do Oricom Shohatsu (Teatro das Sombras), que na época feudal percorria diversos vilarejos contando lendas por meio de fantoches. 
Essas lendas acabaram sendo escritas em rolos de papel e ilustradas, dando origem às histórias em sequência, e consequentemente originando o mangá. Essas histórias passaram a ser publicadas por algumas editoras na década de 20, porém sua fama só veio por volta da década de 40.
A produção de mangá foi interrompida durante a Segunda Guerra Mundial e retomada somente em 1945, tendo o Plano Marshall como seu propulsor, pois parte das verbas desse plano era destinada a livros japoneses. A prática de ler mangá aumentou consideravelmente nesse período, pois com a guerra poucas atrações culturais restaram. Foi nessa época que surgiu o que podemos chamar de “Walt Disney Japonês”, o Ossamu Tezuka, criador dos traços mais marcantes do mangá: Olhos grandes e expressivos.
Osamu Tezuka
Com o passar do tempo o mangá saiu do papel e foi parar na televisão, transformando-se em animes (desenhos animados), ganhando mais popularidade e aumentando o número de fãs em todo o mundo. As histórias são sempre variadas e com roupagem sempre nova, personagens expressivos e heroicos como, por exemplo, “Dragon Ball Z” (personagem principal: Goku), “Yu Gi Oh” (personagem principal: Yu Gi).

Fonte: Texto Por Eliene Percília (Equipe Brasil Escola)

CONFIRA AQUI A HISTÓRIA DO MANGÁ

4 comentários:

Danil BR disse...

Que honra uma integrante do Brasil Escola escrever um texto para o blog! Este blog merece isso e muito mais! ;D

Ludy disse...

Salve, salve Daniel. Obrigado pela visita e palavras bacanas amigo!!!

Danil BR disse...

Danil. Danil, meu caro. ;)

Ludy disse...

Opps!! Sorry Danil!!! DANIL, DANIL, DANIL DANIL, DANIL, DANIL DANIL, DANIL, DANIL DANIL, DANIL, DANIL DANIL, DANIL, DANIL não erro mais amigo!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails